Histórias financeiras que você pode ter perdido – e um pouco de ironia

Exporting lawyers

1. Uma nova classe de exportações – Ações coletivas internacionalizam

Países exportam quando têm um superávit. Japão produz carros. França produz vinho. América, bem, a América produz advogados. Nos últimos 12 anos o número de países que permitem ações coletivas (ou algum tipo de grupo letigioso) saltou de 3 para 25. Não é novidade que grandes escritórios de advocacia norte-americanos têm sido fundamentais para a disseminação e exploração da mudança. Enquanto legisladores estão começando gradualmente a limitar o âmbito de ações coletivas nos EUA, escritórios americanos de advocacia estão encontrando pastos mais verdes (ou, pelo menos, bolsos mais profundos) no exterior. Em janeiro, três empresas norte-americanas ganharam uma indenização de 47 milhões de dólares num processo de ação contra títulos na Holanda. As três empresas desembolsaram mais de 9 milhões de dólares para seus esforços.  As maiores multas e acordos são geralmente resultado de ações coletivas à medida que os grupos letigiosos esperam que, empresas jurídicas internacionais, continuem com as ações coletivas. Não sei como isso ajuda a equilibrar as questões comerciais americanas.

Advogados norte-americanos de ações coletivas abrem suas asas

2. Cooperativas de créditos decidem assumir responsabilidade

As instituições financeiras sem fins lucrativos, conhecidas como as cooperativas de crédito, estão ansiosas para se juntar às grandes ligas, ou pelo menos às ligas menores de empréstimos corporativos. Legalmente restritos à realização de não mais do que 12,25% de ativos de crédito corporativo em sua carteira, cooperativas de crédito têm sido vistas como simples credores pessoais que fornecem empréstimos de carro e casa. Contudo, o Senador Mark Udall introduziu a legislação chamada Lei de Melhorias de Empréstimos à Pequenas empresas que irão aumentar esse valor para 27,5% da carteira de cooperativas de crédito. Por enquanto não irá colocá-los em concorrência direta com os bancos, acredita-se que a mudança irá permitir que os pequenos empresários busquem empréstimos para empresas de um único proprietário ou sociedades pequenas, nas cooperativas de créditos quando cairem abaixo das diretrizes de empréstimos de seus bancos. Em teoria, ao longo do tempo, isso poderia acrescentar algum risco para a carteira das cooperativas devido a concentração mais elevada, no entanto, a sensação é de que eles merecem uma chance nesta aposta.

Em Capitol Hill, batalha por empréstimos à pequenas empresas cresce acirradamente

Fed credit union3. Ironia?

Esta semana tive a oportunidade de apresentar na Federal Reserve em Boston. Não poderia deixar de notar que eles tinham um ramo de varejo no escritório. Parece que nossos reguladores bancários guardam suas reservas pessoais com uma união de créditos – regulamentada pela National Credit Union – não o Federal. Agora, para ser justo, união de crédito podem ser, por vezes, mais baratas para residências e empréstimo de carro, por serem corporativas, mas até mesmo os funcionários darão risada da ironia.

 WHITE HOT DEVELOPMENTS by Michael White FDIC Apresenta Processo Contra D&Os do Falido Georgia Bank

Sexta-feira passada, o FDIC apresentou outro processo contra ex-diretores e funcionários de um banco falido, desta vez o Omni Bank na Georgia. Se parece que você já viu esta manchete antes… você viu. Na verdade, foi a duas semanas atrás, no espaço Richard Magrann-Wells, apenas com um banco diferente. Este é o sétimo banco a falir na Geógia por ser objeto de litígio pelo FDIC. Isso aumenta o número total de ações movidas pela FDIC, desde 1 de janeiro de 2012, para nove e um total de 17 desde agosto do ano passado. E não parece desacelerar. Com base no quadro de estatística abaixo, que pode ser encontrado no site da FDIC, a FDIC ganha força com o decorrer de 2012,tendo março como um dos meses mais ativos no ano anterior.

Enquanto o FDIC autorizou, até o momento, ações em conexão com 54 instituições falidas, houve cerca de 400 bancos falidos nos EUA desde janeiro de 2008. Assim, há chances de que, provavelmente, mais ações estão por vir, o que significa más notícias para os seguradores de gestão e para as linhas de responsbailidade profissional de bancos. É, especialmente assim, que as receitas de seguros, são muitas vezes, um alvo primário da FIDC.

Réus autorizados D&O

Pedidos de indenização
($ milhões)

Autorizado em 2009

11

$366.00

Autorizado em 2010

98

$2,122.90

Autorizado em 2011

264

$5,109.90

Janeiro 2012

18

$85.80

Fevereiro 2012

36

$136.00

Março 2012

42

$179.30

Total

469

$7,999.90

Fonte: FDIC Website

 


Este post foi postado em inglês no dia 23 Março 2012

About Richard Magrann-Wells

Richard is a Executive Vice President with Willis Towers Watson’s Financial Institutions Group based in Los Angel…
Categories: Português, Serviços Financeiros

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *