Conter o fluxo: Inundações na Europa Central

GreinFloodDefences

Chuvas prolongadas por toda Europa central, combinadas com um mês de Maio húmido, trouxeram inundações em grande parte da Alemanha, Áustria e República Checa.

Em resposta, Willis mobilizou equipes de campo para documentar a evolução das cheias, levantar o impacto das inundações e inspecionar as estruturas de proteção contra as inundações ao longo de grandes trechos do rio Danúbio, na Áustria e do Rio Vltava, na República Checa.

As equipes de pesquisa da Willis, composta por hidrólogos treinados em conjunto com o Willis Research Network, também receberam apoio dos hidrólogos e meteorologistas de Munique e Londres.

Europa Central e Oriental passaram por eventos significativos de inundações nos últimos anos, em particular nos anos 2002, 2005, 2006 e 2010. Ao longo do Danúbio, os níveis dos rios sobrepuseram registros anteriores em Deggendorf, Passau e Korneuberg, mas a maioria dos trechos do Danúbio apresentaram níveis de água mais baixos do que em 2002. Níveis de água observados ao longo do rio Elba, na República Checa, mantiveram-se abaixo dos registrados em Agosto de 2002.

Montar uma defesa

O investimento em defesas contra inundações foi disseminado em toda a região ao longo dos últimos 10 anos, em grande parte impulsionada por essas áreas afetadas na enchente de 2002, alterando áreas de retenção de várzea naturais. As principais cidades e também vilas menores, ao longo dos principais afluentes do Danúbio e do Elba, têm investido nas chamadas estruturas desmontáveis de proteção contra as inundações, tratam-se de estruturas temporárias que podem ser implantadas no caso de uma inundação.

Em toda a região, os serviços de emergência estão bem preparados, completando evacuação de assentamentos vulneráveis, instalando estruturas desmontáveis de defesa, regulamentando bloqueio de estradas e coordenando as operações de limpeza.

Tudo ao longo do Danúbio, de Passau até Viena, a paisagem é uma colcha de retalhos de cidades, aldeias e assentamentos protegidos por defesas contra inundações fixas e desmontáveis. Em Grein, uma chapa de metal de 5 metros protege algumas centenas de propriedades e, em Klosterneuberg, a estação ferroviária e o desvio é protegido por uma grande estrutura de engenharia. Da mesma forma ao longo das margens do Vltava, em Praga, defesas com 2 a 3 m de altura protegem grandes partes da cidade velha.

Os bloqueios de estradas são aplicados ao longo das margens do Danúbio, e em áreas de baixa altitude, atrás das proteções contra inundações onde a sobrecargade drenos e um lençol freático alto tornam as estradas intransitáveis. Sacos de areia são colocados em cima da fuga de cobre para facilitar a sobrecarga, mas mesmo em áreas onde as águas da inundação estão contidas, os porões de muitas propriedades estão bombeando litros de água.

As Consequências

Em Emmersdorf e Melk, ainda sem grandes proteções, a operação de limpeza está em andamento graças aos moradores locais, que ajudam com os serviços de emergência para remover o lodo e água das estradas e iniciar a remoção de pertences danificados – uma visão refletida nas cidades e aldeias de toda a região.

As diferenças entre 2002 e os dias atuais são marcadas pelos serviços de emergência e moradores preparados e prontos para reagir e novas estruturas de defesa protegendo grandes seções de rios. Possivelmente, em detrimento de comunidades na jusante, todos os olhos agora mudam para os rios Elba e Saale, na Alemanha, devido às ondas de enchentes que se direcionarão para o Mar do Norte, assim que a operação de limpeza começar. A Equipe de Enchentes da Willis está monitorando como o evento se desdobra e emitindo atualizações.

Tim Fewtrell é Chefe da área de Analise Global da Willis. Ele é responsável pelo desenvolvimento, in-house, de ferramentas de avaliação de risco de inundação para clientes na Willis e Willis Re. Ele também é responsável pela coordenação da pesquisa hidrológica da Rede de Pesquisa Willis e alavancar a tecnologia de ponta para clientes Willis.

Categories: Português, Risco Climático | Tags: , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *