Seguro Educacional é solução em planejamento de fim de ano

O ano está encerrando e é o momento de se planejar para 2017. O período traz boas reflexões sobre a questão das matrículas nas escolas e reajuste das mensalidades, que deve bater na casa dos 12% para o próximo ano, o que é intensificado pelo momento de crise econômica que o país enfrenta.

Uma das principais preocupações financeiras é a garantia da educação. Imprevistos financeiros que impeçam as famílias a arcarem com as mensalidades, inclusive do curso superior. Por isso, a demanda pelo seguro educacional está crescendo e é uma ótima opção para esta situação.

Segundo dados da Fenaprevi, de janeiro a agosto deste ano, as vendas dessa modalidade cresceram 75%, acompanhando também o aumento da taxa de desemprego, que saltou de 9,5% para 11,8% desde o início do ano.

O seguro educacional garante a quitação das parcelas da mensalidade escolar do aluno, em casos de perda não planejada da fonte de renda do responsável pelo aluno, como desemprego involuntário, invalidez ou morte. O executivo explica que a quantidade de parcelas a serem cobertas é negociável, partindo de seis meses, no mínimo.

O seguro é pago junto com a mensalidade escolar e, em média, representa 1% da mesma. Normalmente as instituições de ensino firmam negociações junto as corretoras e seguradoras, através de planos coletivos, e apresentam aos pais/alunos no momento da matrícula. Com isso, os pais garantem o estudo e o futuro profissional dos filhos, ficando tranquilos, assim como a instituição se respalda também de eventuais inadimplências, considerando as coberturas apresentadas.

João Rigobello é Diretor de Affinity na Willis Towers Watson Brasil. 

Categories: affinity, Português | Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *