Cobiçados no Salão do Automóvel, carros de luxo ganham “mimos” no segmento de seguros

Apaixonados por carros, os brasileiros prestigiam em peso eventos como o Salão do Automóvel 2014, que acontece neste mês de novembro no Anhembi, em São Paulo. Verdadeira vitrine para os consumidores, o espaço reúne luxo, sofisticação, tecnologia, funcionalidade e o que há de mais novo no ramo automobilístico. O interesse por esse assunto aumenta nesta época e a curiosidade por esse tipo de seguro diferenciado também.

Os “mimos” vão de carro reserva blindado até serviço de baby-sitter. Veja também o que muda no mercado com a chegada de carros inteligentes.

Apesar da grande diferença de valores entre os carros de alto padrão, todas as apólices possuem características básicas semelhantes. Os seguros para carros do mercado de luxo se diferenciam pelas coberturas e assistências oferecidas por cada seguradora. Entre as ofertas mais comuns estão as garantias de reposição de peças originais, a livre escolha de oficinas e o reembolso financeiro – no caso de necessidade de carro reserva com garantia de livre escolha do modelo pelo cliente. Além disso, outras assistências bem diferenciadas estão incluídas dependendo da seguradora, assim como a cobertura de perda e roubo do cartão de crédito, pontos em programas de milhagem, carro reserva blindado, concierge e até serviços de babysitter e assistência nutricional.

Atualmente, as seguradoras e corretoras analisam mais o perfil do cliente como um todo do que o perfil do veículo. Os chamados ‘seguros especiais’ são feitos normalmente para carros com valor acima de R$ 120 mil, apesar disso não ser uma regra. Muitos clientes têm vários carros de luxo, mas também possuem carros mais simples usados pelos motoristas particulares para tarefas do dia a dia. Nesse caso, as seguradoras aceitam esse carro mais popular, mesmo abaixo do valor, pois ele está inserido no contexto do cliente.

No caso da Willis Brasil e em âmbito global, temos uma área especializada em seguros VIPs, tal é o grau de exigência. Muitos clientes são altos executivos ou pessoas que não possuem disponibilidade para executar procedimentos padrões, como levar o veículo para vistoria prévia, entre outros. Como a responsabilidade acaba ficando para terceiros, precisamos ter gente especializada para oferecer o melhor apoio na contratação do seguro.

Outro novo segmento automobilístico pode trazer impacto ao mercado. Com a chegada dos carros ‘inteligentes’, alguns recursos podem ser utilizados pelas seguradoras para diferenciar o perfil de condutor e, dessa forma, precificar o seguro de maneira mais “justa”. O rastreamento da velocidade média em relação à velocidade permitida, por exemplo, é um recurso que poderia dizer muito sobre o condutor e aumentar ou diminuir o seu grau de risco.

O amadurecimento do setor no Brasil

A abertura do mercado automotivo aos fabricantes estrangeiros, a partir da implantação da queda de impostos na década de 1990, fez com que o Brasil se tornasse um novo celeiro de oportunidades para grandes investimentos.

Em contrapartida, a indústria automobilística local voltou a investir gradativamente em linhas de veículos mais modernos e atrativos para enfrentar essa nova ‘concorrência’. Com o amadurecimento do setor, as chamadas grandes marcas mundiais de carros de luxo perceberam o grande potencial de mercado que tinham nas mãos, de consumidores cada vez mais interessados e dispostos a adquirir e investir em veículos mais caros e sofisticados. Nesse sentido, o segmento de seguros de automóvel teve que adequar seus produtos às exigências de consumidores mais exigentes e seletivos.

Ano a ano, o mercado de seguros de automóvel vem crescendo, principalmente pela necessidade de proteção do bem. Por outro lado, o consumidor também parece estar mais consciente, prova disso é a existência de produtos diferenciados que possuem grande aceitação no ramo, como por exemplo, a garantia de proteção de terceiros por um preço muito mais acessível.

Considerando o mercado de seguros para pessoas físicas, conhecidos como seguros pessoais, os produtos relacionados aos automóveis são líderes nesse segmento. Até mesmo pela característica de violência das grandes cidades em que vivemos hoje, praticamente não há quem saia de uma concessionária sem ter seu carro protegido. A maior parte das pessoas possui seguro automóvel, mas quase nunca pensam em seguro de residência, que deveria ser considerado mais importante por dar proteção a casa e a todos os bens internos, além de custar em média quatro vezes mais barato. A variação das vendas no setor provoca efeitos na venda de seguros, apesar dessa relação não ser necessariamente direta.

Saiba mais sobre essa modalidade pelo site da Willis Brasil – Affinity 

*Crédito Foto: Salão do Automóvel / Divulgação

 


Aline Souza

Aline Silva

Aline Silva é formada em Marketing e pós-graduada em Marketing e Planejamento Estratégico. Possui mais de 17 anos de experiência no mercado de seguros e atualmente é a gerente da área de Affinity Worksite da Willis Brasil. Entre suas experiências, já trabalhou para companhias de seguros internacionais tais como Mapfre, Brasilprev, HSBC e, por último, MDS Seguros, corretora de seguros do Grupo Sonae.

 

Categories: affinity, Português | Tags: , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *