TOP 15: conheça os riscos em potencial para 2015

storm light house

A Willis selecionou os riscos que virão à tona em 2015 e que ganharão destaque no mercado de seguros global. Nosso top 15 inclui riscos cibernéticos, a volatilidade do preço do petróleo, as novas exigências do mercado de trabalho, o terrorismo e muito mais!

Política: volatilidade do petróleo

Sumit Mehra

Sumit Mehra

O preço do barril de petróleo caiu em quase 40% nos últimos meses (de US$ 115 a US$ 70). Embora esta redução de preço contribuísse para o crescimento da economia mundial, em longo prazo, ela tem um potencial de impacto negativo e significativo sobre os países produtores de petróleo. Esses países estão agora confrontados com a possibilidade ter sua s economias desestabilizadas ou correr o risco de descumprimento de suas dívidas. Como consequência, algumas das economias desestabilizadas podem começar a assistir a um mix de diferentes riscos no colapso dos mercados financeiros.

Riscos Cibernéticos: armazenamento em nuvens

WillisWire cyber risk blogger Peter Armstrong

Peter Armstrong

A computação nas nuvens está rapidamente se tornando um componente-chave das estratégias de melhorias das organizações, ao mesmo tempo em que elas continuam a procurar diferenciação em mercados competitivos.

Cloud, ou se preferir, Nuvem, no entanto, é uma questão importante do ponto de vista de risco, tanto no contexto da governança quanto no de compliance, como por exemplo, a localização geográfica dos dados armazenados – Você tem certeza sobre onde os dados pessoais residem e se eles são consistentes com a jurisdição de geografias onde opera o cliente?

Nuvem, portanto, constitui um cenário ainda inexplorado, levando-se em conta a complexidade das dimensões que enfrentaremos nos próximos 12 meses. Ajudar clientes através de um labirinto de incerteza para obter a solução de transferência de risco certo é algo que todos nós precisamos refletir.

Aviação: drones

Steve Doyle

Steve Doyle

Com os preços do petróleo caindo e as margens em expansão, a intensa indústria de transporte de combustível talvez esteja um pouco mais tranquila em relação aos riscos que enfrenta. Há, no entanto, um risco de aviação em rápido crescimento que pode afetar os negócios em todos os setores, o uso de drones. Veículos aéreos não tripulados (UAV) ou drones estão agora sendo usados por serviços públicos, setor de construção, lazer, empresas de mídia, entre outros. Nossas vidas realmente mudariam se os nossos pedidos on-line fossem entregues por Drones.  O regulamento da operação destes veículos varia amplamente em todo o mundo e, infelizmente, como resultado, algumas histórias de desaparecimento são frequentes. A tecnologia do Drone é muito familiar à atividade militar, mas comercialmente ele tem o poder de mudar, salvar e proteger vidas. Com estas vantagens, chegam os riscos, e estes precisam ser entendidos.

Terrorismo: crescimento do extremismo islâmico

Terrorism blogger Tim Holt

Tim Holt

O risco que eu estou de olho este ano é o desenvolvimento de um que já existe: o maior crescimento da ideologia extremista islâmica e a ação militante globalmente. Com o Estado Islâmico buscando consolidar a governança fundamentalista na Síria e no Iraque, e a al Q’aeda e suas afiliadas que procuram se expandir ainda mais no Sul da Ásia, os riscos para as organizações, novos recrutas e repatriados de jihad irão crescer e se transformar . Isto incluirá a cyber-esfera, como um veículo para a propagação da ideologia que impulsiona o fundamentalismo militante e como um meio de ataque. Os Estados frágeis vão encontrar dificuldade em conter o extremismo islâmico, enquanto as agências de inteligência serão desafiadas a detectar pequenas células armadas ou pessoas agindo por sua própria iniciativa.

Instituições financeiras: parceiros de tecnologia

Which Emerging Risk Are You Most Concerned About?

View Results

Loading ... Loading ...
Financial Services blogger Richard Magrann-Wells

Richard Magrann-Wells

Bancos de mãos dadas a Apple e credores? Isso não seria confraternizar com o inimigo? Talvez não. As instituições financeiras são inteligentes ao serem pragmáticas sobre quão rápido o mundo está mudando e por isso buscam encontrar os parceiros de tecnologia certos, mas erros serão cometidos. Não tenho dúvidas que haverá arrependimento por algumas instituições quando se derem conta de que seus parceiros não são quem eles pensaram que fossem. Parceiros podem tornar-se concorrentes diretos e parceiros tecnológicos podem criar pontos fracos na segurança on-line da empresa. Parceiros podem ser acusados de mau comportamento e, de repente, sua empresa tem sérios arrependimentos e uma reputação danificada.

 Terceirização

Dave Ingram

Dave Ingram

A terceirização pode ser a impulsionadora de ganhos na gestão empresarial mais comum dos últimos 10 anos – o que significa que também é uma forte candidata em se tornar um grande risco emergente em um futuro próximo. Existem duas maneiras básicas de controlar os riscos da terceirização: especificar normas desde o início do projeto e inspecionar o processo de entrada e saída em uma base contínua. Mas com a explosão da terceirização nos últimos 10 anos, mesmo as empresas que tinham estabelecido normas extensas e claras no momento do acordo original, e que alocaram a quantidade necessária de recursos para inspeção dos processos e saídas, correm o risco da complacência que provém da passagem do tempo sem incidentes graves, das mudanças individuais de todos os lados do acordo, e das pressões de ambas as organizações. Um processo terceirizado é imprevisível, e, provavelmente, por essa razão, ficará fora desta lista.

 Análise: excesso de confiança em balanços

WillisWire analytics blogger Phil Ellis

Phil Ellis

Um risco emergente que eu gostaria de mencionar é o excesso de confiança das corporações na capacidade dos seus balanços para suportar uma grave inversão de fortunas. Muitas, se não a maioria, das maiores empresas do mundo, está procurando maneiras de reter mais risco e estão no processo para reduzir suas despesas com seguros. Uma das razões referidas é que muitas seguradoras têm classificação de crédito menores do que a corporação em si. Então, por que uma empresa confiaria sua saúde financeira às instituições mais fracas? Esse argumento faz sentido em um ano mediano, ou de fato na maioria dos anos. No entanto, quando uma grande crise atinge uma empresa, sua classificação de crédito forte é uma miragem e a cobertura de seguro pode ser muito bem vinda. Abordando a questão da otimização de seguro como uma cobertura para proteger os objetivos financeiros corporativos é, portanto, uma necessidade crítica para a maioria das grandes empresas. Olhando desta forma, o seguro assume seu papel legítimo como forma de reduzir a volatilidade dos resultados financeiros.

 Ambiente: risco relacionado a condições meteorológicas extremas

Anthony Wagar

Anthony Wagar

Riscos ambientais relacionados ao clima e desastres naturais continuam no topo da lista para muitos gestores e profissionais de seguros em todo o globo. Por que? Porque infelizmente aprendemos algumas lições ao longo dos anos graças aos furacões Katrina, Sandy e outras catástrofes. Muitas empresas foram negativamente impactadas financeiramente através de responsabilidade legal, regulamentos governamentais, requisitos de divulgação de informações financeiras ou simplesmente por questões de relações públicas. O gerenciamento de risco é importante, assim como o reconhecimento da necessidade de adaptação e planejamento adequado. Alguns podem ser na forma de redução global de emissões de gases de carbono, outros através de alterações aos planos de melhoria ou desenvolvimento local que incorporam os melhores sistemas de gerenciamento de água de superfície. Nós já abordamos esse tema no blog no passado, caso queira conferir clique Aqui e Aqui.

 D&O: requisitos de Certificação

Directors and Officers blogger Francis Kean

Francis Kean

Diretores estiveram preocupados, e com razão, por algum tempo sobre certo aumento em atividades de reivindicações e o foco na responsabilidade pessoal individual. Menos atenção tem sido dada à tática, agora cada vez mais utilizadas pelos reguladores, para diminuir o ônus probatório em seu favor quando a queixa é apresentada. O único método favorável de conseguir isso é a “certificação”: ou seja, o processo pelo qual os reguladores insistem, como parte das funções de um gestor, que comprovem que “tudo em seu jardim são flores”. Então, quando chega uma tempestade, talvez anos mais tarde, a empresa estará resguardada.

 D&O: “derivados” também são armas de destruição em massa?

WillisWire financial instsitutions blogger Andy Doherty

Andy Doherty

Warren Buffett disse uma vez em seu relatório anual de 2002 aos acionistas, “na minha opinião, derivados são armas financeiras de destruição em massa, carregando os perigos que, embora agora latentes, são potencialmente letais”. No mundo de seguro D&O, derivado refere-se a um tipo específico de ação que é trazida por um acionista, em nome de uma empresa contra terceiros – geralmente o D&O dessa empresa. Em poucas palavras, as alegações são de que a má gestão de D&O prejudica a empresa. Três resoluções de litígio derivado, não oficiais (não incluindo julgamentos) que têm o maior volume de dinheiro, ocorreram nos últimos 24 meses, com cada um envolvendo mais de US$ 100 milhões. O que poderia o conselho de diretores alegar como má gestão? Transações de M&A, questões de segurança cibernética, de Compliance, ambientais, e programas de remuneração questionável de executivos. A lista é longa!

 Gestão de ativos: exigência de transparência

Mary O'Connor

Mary O’Connor

Entre os riscos emergentes chave quando falamos de Gestão de Ativos estão a transparência, conflitos de interesse e honorários. À medida que aumenta o número de aposentados, haverá uma pressão crescente em cima de gerentes de ativos e riqueza e provedores de anuidade e pensão para demonstrar valores e para aumentar a pensão do aposentado. Reguladores, em especial, estarão sob pressão política para olharem de perto este setor. Gestores devem agir agora para garantir que entendam as obrigações de todas as partes interessadas e para garantir que eles alcancem um nível suficiente de divulgação e transparência.

 

Benefícios: as faces do Capital humano

WillisWire employee benefits blogger Lester Morales

Lester Morales

A geração do milênio está aí com novas ideias sobre como fazer do trabalho (e da vida) algo significativo. É hora de parar de só traçar estratégias sobre como gerenciar a geração Y. O momento é de reforçar suas estratégias de capital humano para ter sucesso e crescer com uma força de trabalho que será conduzida por sua geração. O Recursos Humanos e todos os níveis de gestão, devem ter como prioridade em 2015 a revisão dos valores de sua organização e sua capacidade de atrair, reter, motivar e engajar os funcionários.

 Corrupção: riscos em potencial para o mercado segurador

WillisWire Brazilian Corporate Risks DirectorAlvaro Igrejas

Alvaro Igrejas

Com base no cenário atual, o Brasil encontra-se em um momento delicado. Os casos de corrupção crescentes, como os da operação lava-jato da Petrobrás, têm influencia direta no mercado segurador e gera consequências em diversas modalidades de seguros.  Por exemplo, hoje, diversos executivos estão envolvidos em casos de corrupção, e a busca pela a proteção desses executivos está gerando um aumento no número de sinistro de D&O, principalmente na contratação de advogados para sua defesa. Esse cenário impacta também o setor de obras e construção, visto que diversas empresas de engenharia estão sob investigação e, desta forma, as obras de construção e infraestrutura sofrem um atraso tanto nas obras a serem iniciadas como nas em andamento, o que acaba impactando na diminuição da contratação do seguro de risco de engenharia. Este cenário, no entanto, pode abrir oportunidades para a vinda ao Brasil de empresas de engenharia de outros países.

Problemas no fluxo de caixa também é, hoje, um obstáculo enfrentado pelas empresas de engenharia, pois as irregularidades encontradas em seus contratos estão gerando um atraso no pagamento das faturas, isso faz com que as obras públicas e privadas, mesmo aquelas que não estão em investigação, tenham problemas no cumprimento dos seus cronogramas, o que com certeza acarretará no aumento de sinistros de Seguro Garantia.

Diante de todo esse quadro e se a economia não crescer em 2015, outros setores também estarão vulneráveis, tais como: Seguro de transportes – decorrente da queda da indústria e do comércio; Seguro de automóvel –diminuição da produção e vendas de veículos, Seguro de benefícios – redução do número de empregados.

 Web: você onipresente

WillisWire personal insurance blogger, Kevin O'Brien

Kevin O’Brien

Um dos riscos em crescimento mais rápido que enfrentamos diariamente é o de tornar-se vítima da acessibilidade e conveniência oferecidas pelo crescimento dos serviços on-line. Uma das revelações mais alarmantes do ano passado foi a de um website russo que transmitiu milhares de webcams desprotegidas de todo o mundo, incluindo as imagens de vários bebês em seus berços. Muito provavelmente, esta é uma tendência constante, diante do grande número de dispositivos conectados à Internet constantemente.

Quanto mais estamos conectados à Internet, maior as oportunidades disponíveis dos hackers explorarem potenciais falhas de segurança. Explorar falhas de segurança é especialmente fácil quando se instala um novo dispositivo que não altera as configurações padrão. Felizmente, ter um papel proativo na segurança da internet que você utiliza, pode atenuar a maioria dos riscos em potencial, segundo as informações do British Information Commissioner’s Office.

O perigo de usar senhas fracas foi exposto… Com o surgimento de um novo site foi possível que as pessoas vissem imagens ao vivo de câmeras desprotegidas  (conectado à Internet) em todo o mundo. O site, situado na Rússia, acessa as informações que estão disponíveis gratuitamente on-line, para milhares de câmeras.

Este tipo de revelação deve imediatamente fazer com que todos levem alguns momentos examinando as configurações em todos os seus dispositivos, assim como a qualidade de todas as senhas usadas em seus dispositivos de internet.

 Global: os riscos constantes

WillisWire global risks blogger, Geoff Taylor

Geoff Taylor

Como eu venho insistindo em dizer, risco emergente é um termo muito explorado. Ele tem sido usado na indústria de Seguros para significar novos riscos que não foram ou não são seguráveis atualmente de forma significativa; o mercado não é suficientemente desenvolvido, por capacitação, dispersão geográfica e provedores de capital.

Na verdade, eu acredito que os riscos são o que eles sempre foram, e cada um ganha seu destaque. O que direciona isso pode não ser a ameaça aparente, e sim a ameaça percebida, alimentada pela mídia, tornando-se o ‘risco’ do momento. Pense em H1N1, Ebola, terrorismo, controle de armas, privacidade de dados, etc. A verdadeira medida de um risco ainda é a severidade e probabilidade e estas não são constantes; Eles estão sempre em movimento. Portanto, é muito importante manter o foco nos riscos e em quais são as ameaças reais para atingir os objetivos da empresa e gerenciá-los com prioridade. Claro, algumas das questões que mencionei podem ser mais ou menos significativas, dependendo do seu setor e região. Minha mensagem é que os gestores devem manter a posição da voz da razão, reduzindo e controlando os riscos que terão o maior impacto sobre a organização.

About John Merkovsky

John Merkovsky is the global head of Willis Risk & Analytics.…
Categories: Aeronáutica, Análises, Aviação, Benefícios > Capital Humano & Benefícios, Controle de Risco, Espaço Aéreo, Instituições Financeiras, Placement, Português, Recursos Humanos, Responsabilidade Ambiental, Risco Climático, Risco Executivo, Segurança de Empregados, Seguro de D&O, Seguro Pessoal, Sequestro, Resgate & Extorsão, Serviços Financeiros, Sinistro e Controle de Risco, Tecnologia, Terrorismo, Transporte | Tags: , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *