10 coisas que aprendi sobre saúde e produtividade em New Orleans

health check

Participei recentemente de um comitê de Saúde e Produtividade da Willis, em New Orleans, Estados Unidos, ao lado de cerca de 100 médicos, clientes e áreas interessadas – todos focados em ações imperativas envolvendo riscos para saúde, custos médicos e produtividade da força de trabalho da empresa.

Algo se mostrou diferente nesta cidade que tanto cresce. Talvez seja o ar, a forma como o rio Mississippi se dobra, a comida, a música…tudo isso criou um ambiente extremamente fértil  de três dias de aprendizado e constatação do quão rápido a saúde no trabalho e bem-estar está mudando. Listei 10 tópicos atuais nessa cidade vibrante:

1 –  As empresas estão se tornando mais sofisticadas em termos de bem-estar

Empregadores inteligentes estão aprendendo a criar programas de incentivos que trabalhem, efetivamente, comunicando assim suas ofertas de bem-estar e acompanhamento de participação, atividade e resultado dos mesmos. A indústria deu um grande salto de onde estava há cinco anos. O nível de diálogo neste ano me impressionou.

2 –  A Era baseada na redução de custos médicos está desaparecendo

O bem-estar ganhou força por duas razões:

  • Pelo ACA, nova lei americana de reforma dos cuidados de saúde federal, que criou regulamentação.
  • Nós vivenciamos inflação médica com registro de dois dígitos.

Felizmente, estamos nos recuperando cedo das expectativas e da ideia de que – se colocar uma maçã na cafeteria da empresa irá diminuir custos. Nós não estamos desacelerando no quesito bem-estar do local de trabalho; ao contrário, estamos redefinindo valores de outras maneiras e prolongando o prazo para essas maçãs “darem frutos” em termos de hábitos alimentares saudáveis e funcionários mais saudáveis.

3 – Taxas de rotatividade de funcionários interferem em suas estratégias  

Programas de bem-estar pagam dividendo o tempo todo. Prazos longos significam taxas de retenção mais elevadas, taxas de rotatividade mais baixa e uma situação de negócio mais forte para investimento em força de trabalho saudável.

4 –  Não estamos fazendo tanto quanto deveríamos em relação à Depressão               

A Depressão é subestimada (apesar de ser um frequente fator de comorbidade em muitas condições crônicas, para não mencionar acidentes de trabalho) e muitas vezes é subtratada. Acrescentando o nosso desconforto com a depressão e o persistente estigma em relação a abordá-lo de frente. Ouvimos vários clientes e profissionais citando a Depressão como prioridade para um futuro próximo.

5 – Todos estão pedalando o mais rápido que podem

Um dos mais poderosos trunfos que você pode alcançar é estar em uma companhia com pessoas inteligentes trabalhando ao redor das mesmas questões que você está e se sentir reconhecido por seus esforços. Benefícios médicos e saúde dos profissionais concentram um trabalho árduo e que muitas vezes sai da estrutura de estratégias diretas.

6 – A telemedicina é legal

Por que uma pessoa que trabalha deve esperar uma semana e tirar metade de um dia de folga para resolver questões comuns que a levam ao médico? Agora elas não precisam.

7 – Existe uma diferença entre obter dados e compreendê-los

Entender dados nos permite narrar uma história. Você está recebendo histórias convincentes a partir de seus dados? Seus parceiros estão lhe fornecendo isso?

8 – Todo mundo luta para ter pessoas envolvidas em seus programas

Todos os empregadores sugerem implementar ou ligar sua empresa a um fitness center e agregar alguns associados que clamam por ele, enquanto outros funcionários nas docas de carregamento fumam cigarros e dão risada. Fazer com que as pessoas se envolvam é uma arte e uma ciência. Isso requer um planejamento de projetos, com ações, artes de incentivo e comunicações eficazes. Divertimento, gráficos legais, carisma e liderança de torcida também ajudam.

9 – Termos de afastamento de curto prazo pode ser tesouro escondido

Um benefício que paga associados quando eles precisam estar fora do trabalho por mais de duas semanas devido a uma condição médica vai fornecer um caminho poderoso para entender quando doenças e lesões graves atingem sua força de trabalho.

10 – Estamos vendo a história acontecer

O ACA, nova lei americana de reforma dos cuidados de saúde federal, vai passar. Ele provavelmente será alterado e mudará tudo que esteve em seu caminho. A tecnologia vai introduzir flexibilidade e escolha em benefícios e entrega. O que resta? A essência do por que a saúde e o bem-estar de uma força de trabalho devem continuar a ser uma preocupação universal para qualquer organização.

About Ron Leopold

Ronald S. Leopold, MD, MBA, MPH, is National Practice Leader, Health Outcomes at Willis' Human Capital Practice. He…
Categories: Benefícios > Capital Humano & Benefícios, Português, Recursos Humanos | Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *