Janeiro Branco: seja você o protagonista do ano-novo

Agora que 2018 começou para valer eu aproveito para lhe fazer um convite. Que tal valer-se desta época do ano e colocar você, como o verdadeiro protagonista do seu ano-novo? Provavelmente você reparou o quanto uma mente renovada faz toda a diferença em nossas relações, seja no círculo de trabalho, entre amigos ou no familiar. E nada melhor do que a simbologia do início do ano para estimular a reflexão a respeito de como anda nossa vida e o que desejamos mudar.

A Saúde Mental é um tema cada vez mais abordado e importante no universo corporativo, por outro lado, torna-se um grande desafio para as áreas de Recursos Humanos. É por isso que neste mês abraçamos a Campanha Janeiro Branco (leia mais sobre ela no final deste artigo) e fornecemos um material de comunicação que leva a reflexão sobre o tema.

A Campanha Janeiro Branco chama atenção para a importância da saúde mental e do combate ao adoecimento mental dos indivíduos. Identificar quando algo não vai bem com a gente depende de múltiplos fatores. Antes de elencá-los, quero lembrar a própria definição da Organização Mundial de Saúde (OMS) para Saúde Mental: “um estado de bem-estar em que cada indivíduo realiza seu próprio potencial, pode lidar com os estresses normais da vida, pode trabalhar de forma produtiva e frutífera, e é capaz de contribuir para ela ou sua comunidade”.

Vale ressaltar que, mesmo uma mente não estando doente, não significa que o indivíduo goze de boa saúde mental. A melhor forma de caracterizarmos esse estado é acompanharmos o comportamento do cotidiano desse indivíduo, feito em alguns casos pontualmente, com o suporte de um profissional. Quando falta saúde mental, não temos saúde e isso é muito preocupante. Logo, podemos falar em adoecimento da mente quando não existe um equilíbrio entre o estado de bem-estar emocional e psicológico.

Como identificar que algo não vai bem?

Múltiplos fatores sociais, psicológicos e até biológicos ajudam a determinar o nível de saúde mental de uma pessoa. Por exemplo, as pressões socioeconômicas contínuas são reconhecidas como riscos. Um desiquilíbrio na saúde mental também pode estar associado a rápidas mudanças sociais, condições de trabalho estressantes, discriminação de gênero, exclusão social, estilo de vida não saudável, risco de violência, problemas físicos de saúde e violação dos direitos humanos. Há também fatores psicológicos e de personalidade específicos que tornam as pessoas vulneráveis aos transtornos mentais. Por último, há algumas causas biológicas, incluindo fatores genéticos, que contribuem para desequilíbrios químicos no cérebro.

Tire um tempo para refletir

Então aproveite que o mês de janeiro está aí e perceba esta nova etapa da vida como um lembrete para olhar para si, isso fará toda a diferença. Quando paramos e pensamos na importância de analisarmos o nosso patrimônio interno, e as exigências e vivências externas, podemos ver como está nossa capacidade emocional de administrarmos sem perder o valor do real e do precioso.

Quer tentar?

Tire um tempo só seu para refletir, debater e planejar ações em prol da sua saúde mental e emocional que guiarão sua vida ao longo do ano inteiro. Não sabe por onde começar? Temos uma pequena dica, comece lendo “Receita de ano novo”, um poema de Carlos Drummond de Andrade.

“Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre”.

Aproveite este recomeço. E um 2018 infinitamente melhor para todos nós!

Renata Zerbini, psicóloga e gerente de Gestão de Saúde da Willis Towers Watson Brasil.

—-

*O que é a Campanha Janeiro Branco?
A proposta da Campanha Janeiro Branco, que nasceu em Uberlândia (MG), tem por objetivo conscientizar todas as pessoas do mundo a refletirem sobre as suas saúdes mentais, condições emocionais de vida, qualidade de vida e qualidade de relacionamentos na vida.

Categories: Benefícios > Capital Humano & Benefícios, Saúde & Vida | Tags:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *